Home / Destaque / Edvard Alberto Colombo (PSDB) é reeleito prefeito de Ibirá, com o total de 3.872 votos

Edvard Alberto Colombo (PSDB) é reeleito prefeito de Ibirá, com o total de 3.872 votos

Prefeito segue na administração do município, com o vice Francisco Januário da Silva Neto, o Xico

Edvard Alberto Colombo venceu nas urnas e foi reeleito prefeito do município de Ibirá.
Ele, que é do PSDB, teve 3.872 votos, que totalizaram 52,66% dos votos válidos.
O prefeito deve seguir à frente da administração do município, juntamente com o vice Francisco Januário da Silva Neto, o Xico da Caixa.
Confira abaixo a entrevista do eleito, que fala sobre as perspectivas para o novo mandato.

A Voz do Povo: O senhor tem feito carreira na política em Ibirá, primeiramente como vice-prefeito e agora assumindo pela segunda vez a frente do executivo. A que atribui essa vitória obtida nas urnas?
Edvard Colombo:
Não considero minha passagem pela vida pública como uma carreira na política. Eu acredito que estou cumprindo uma missão que me propus a cumprir quando fui convidado para ser candidato a vice-prefeito. A vitória das urnas é reflexo de um trabalho sério e voltado às pessoas. Eu acredito na humanização das relações entre as pessoas, entre poder público e população. Houve um tempo em que a população via no político, a figura de um herói que resolveria os problemas todos, mas nem sempre isso acontecia. Eu nunca fiz questão de ser o herói. Eu sempre acreditei no compromisso que assumi com a população e aí é uma coisa puxando a outra. Meu trabalho consegue tornar a administração mais próxima das pessoas e com isso a aprovação aumenta e a vitória nas urnas acaba acontecendo.

A Voz do Povo: Como a experiência do primeiro mandato como prefeito pode impactar na sua segunda gestão?
Edvard Colombo:
Na primeira gestão, eu tive alguns desafios que, apesar de ter sido o vice-prefeito das duas gestões anteriores, não imaginava que precisaria enfrentar. Mas com perseverança e força, ajustamos os ponteiros, organizamos a casa e começamos a nossa caminhada. Agora, com as coisas funcionando bem, terei a possibilidade de avançar em algumas questões onde estávamos menos ativos. A perspectiva de futuro é muito boa e para concretizar isso, o trabalho será bastante intenso.

A Voz do Povo: Quais as principais áreas que receberão mais atenção no município?
Edvard Colombo:
Todos sabem que eu tenho uma proximidade grande com o agronegócio e, apesar de sermos uma estância turística, o homem do campo, com suas diversas culturas, tem peso fundamental na economia do município, então desde manter as estradas rurais em ordem até fomentar políticas de incentivo a agricultura familiar, está no meu radar. Além disso, a educação é uma das meninas dos nossos olhos. Estamos com duas novas escolas em construção e em constante aperfeiçoamento do sistema municipal de educação, para que tenhamos qualidade exemplar neste setor. Para não me alongar na resposta, destaco ainda a geração de emprego e renda, que depende de ações que vão além de simplesmente desejar que novas empresas se instalem no município e também a construção de casas populares. Temos em andamento o projeto do conjunto Ibirá G, mas são apenas 20 unidades. Nossa meta é concluir as tratativas com a secretaria de desenvolvimento do estado, para a construção de novas casas. Claro, não podemos nos esquecer da saúde e da assistência social. No fim das contas, percebemos que tudo na administração pública é prioridade, então para isso contamos com equipes técnicas em cada um dos setores, transformando todas essas prioridades em uma só, que é a satisfação das necessidades da população e a realização de projetos que elevem a cidade de patamar.

A Voz do Povo: O senhor atravessou um mandato com um fato inédito, a pandemia da Covid-19. O desempenho frente ao combate da doença foi importante nas eleições?
Edvard Colombo:
Pouco falou-se da Covid-19 durante a campanha e isso nos dá uma informação que vem pelas entrelinhas. Se nossos adversários não nos atacaram questionando nossas políticas para combate à doença, é sinal de que acertamos. Mas o feedback mais importante não veio disso. Nós trabalhamos duro para combater o coronavírus. Naquele momento de explosão da pandemia, construímos uma unidade de respiratórios junto a Santa Casa em tempo recorde, mantivemos a cidade por longos períodos sem nenhum caso confirmado. Tomamos as medidas certas, nas horas certas, mantivemos a população protegida e, não consigo medir se na campanha teve algum peso isso, mas certamente na vida das pessoas, nosso trabalho foi de suma importância.

A Voz do Povo: Essa eleição em Ibirá foi relativamente atípica, já que o senhor foi candidato único, com a impugnação da outra chapa. Esse cenário foi mais favorável ou desafiador?
Edvard Colombo:
É desafiador. Quando você tem um adversário, aqueles que não te apoiam, aquela parcela da população que por qualquer razão não tem simpatia pela nossa pessoa ou pelo nosso trabalho, tem a opção dela e você pode fazer uma campanha para mostrar seu trabalho aos seus correligionários, à população de forma geral e até aos que são contra, no sentido de trazer o maior número possível de pessoas para o seu lado. Já nesta situação, temos que manter a serenidade e agir com o dobro do cuidado que nos é peculiar, até para não desmerecer o nosso trabalho até aqui. Outro ponto que é bastante desafiador é ter que, às vezes, mesmo sem um adversário apto a concorrer, termos que responder algumas coisas e até orientar a população, contrapondo algumas ações do outro grupo, que já que não tinha candidato, em alguns momentos buscaram tumultuar o processo.

A Voz do Povo: Como deve ser a sua relação com o legislativo?
Edvard Colombo:
Respeitosa, como sempre foi. Os poderes Executivo e Legislativo devem se completar e não se dividir. Temos a intenção de manter boa relação com a casa de leis e ter como objeto principal a justiça e o equilíbrio. Eu acredito que a paz e o bom entendimento podem construir muitas coisas positivas.

A Voz do Povo: Sabemos que o momento é de crise econômica, com algumas restrições tanto do governo federal quanto estadual. Recentemente, o senhor se filiou ao PSDB, partido do governador João Doria. Esse alinhamento pode ser benéfico para o município, com relação a busca de recursos de outras esferas?
Edvard Colombo:
Eu acredito muito que sim. Temos estreito relacionamento com lideranças importantes dentro do Governo do Estado, com deputados e secretários. Isso já é um ponto positivo. Mas sabemos que o momento de crise gera necessidade e a necessidade é a mãe da criatividade. Vamos à luta. Vamos bater nas portas do Estado, do Governo Federal e buscar soluções para os problemas que não estejam ao nosso alcance.

A Voz do Povo: Quais devem ser os principais desafios para o seu novo governo?
Edvard Colombo:
Justamente a crise econômica e a transformação política e cultural pela qual temos passado. Com as coisas mudando tão rapidamente, a habilidade de planejamento tem que ser grande, mas o jogo de cintura para o improviso tem que ser compatível. Então talvez, para simplificar, a instabilidade econômica e política atual no Brasil, podem ser um problema que reflita na gente aqui.

A Voz do Povo: Como deve ser a sequência dos trabalhos, nesse segundo mandato?
Edvard Colombo:
Logo de início, fazer uma avaliação pós-pandemia e verificar se houve estragos importantes na economia do município. Voltar ao normal é o que é mais urgente, claro que sem perder de vista o que é primordial que são as vidas dos nossos ibiraenses. Mas como disse anteriormente, como tudo na administração pública é urgente e prioritário, pretendo que tudo seja movimentado simultaneamente na medida do possível, com responsabilidade, dentro das possibilidades do município, sem loucuras. Aquilo que for possível fazer com recursos próprios será feito e o que precisarmos ir buscar, nós vamos.
Quero agradecer a cada um dos ibiraenses que acreditaram em nossa proposta que, desde o início, sempre colocou o município acima de qualquer coisa. Agradeço também a Deus por me dar saúde e me permitir estar aqui para viver este momento tão feliz. Agradeço a vocês do jornal A Voz do Povo pelo espaço e pela oportunidade. E vamos em frente.

Raio X das Eleições

TOTAL: 7.353 VOTOS

VÁLIDOS: 3.872 (52,66%)

BRANCOS: 293 (3,98%)

NULOS: 3.188 (43,36%)

ABSTENÇÕES: 1.901 (20,54%)

Vereadores eleitos

Bertolin PSDB (Eleito)                        7,92%                   546 votos

Dona Sônia CIDADANIA (Eleito)          7,09%                   489 votos

João Faria CIDADANIA (Eleito)           5,74%                   396 votos

Preto PSDB (Eleito)                           5,63%                   388 votos

Vinicíus Moreira MDB (Eleito)            4,80%                   331 votos

João Carioca MDB (Eleito)                  4,13%                   285 votos

Neto Bibo PL (Eleito)                         3,94%                   272 votos

Danilo Borges PL (Eleito)                    3,03%                   209 votos

Ronaldo Excursões PTB (Eleito)          2,70%                   186 votos

                                     FONTE: TSE

Sobre Flavio Camilo

Verifique também

Confira a lista dos grupos que receberão a vacina contra a COVID-19 na primeira etapa da Campanha de Vacinação em Urupês

A Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD) e o Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: