Home / Notícias / Como dar um novo significado a vida diante de uma perda?

Como dar um novo significado a vida diante de uma perda?

MONIQUE GISELE GASQUI | CRP 108849/06
Pós graduada em Psicologia Clínica: Terapia Cognitivo Comportamental | Pós graduada em Psicologia da Saúde/Hospitalar

A morte é sem dúvida algo muito complexo, pois perder alguém envolve quebrar o laço afetivo físico com essa pessoa querida, seja um amigo, familiar e enfim, e por consequência, envolve se adaptar a uma nova maneira de viver a vida sem esta pessoa tão amada. Cada um tem uma reação muita subjetiva e particular com relação a morte, ao sentimento e reação que terá com a ausência e perda.
Acredito que todos tem a mesma pergunta pós perda: “E AGORA? O QUE VOU FAZER? Fica-se o vazio, a angústia, o desespero e tudo parece não ter mais sentido.
Como dar um novo significado a isso? É preciso aprender a viver sem essa pessoa e a melhor coisa a se fazer é cada um dar todo o amor e suporte que puder, um ao outro para ir se encaixando de novo na vida, vai mudando a rotina aos poucos, ir chorando, sorrindo, caindo e levantando porque o que não pode é se calar, tem que colocar para fora tudo o que sente, as sensações, os medos, as inseguranças sem essa pessoa que não esta mais com você, e colocá-la no meu lugar que é no CORAÇÃO. Esconder porta-retratos, esconder sentimentos, abafar ausência é como pegar toda uma existência de alguém muito especial e encaixotar. Não faço ISSO!
Faça da sua história e da saudade um recomeço, assumindo uma nova posição diante da vida e das escolhas. É viver bem o luto, quem viveu bem a vida. Quem vivenciou com o outro tudo o que quis e pode e quem não vivenciou FAÇA ISSO AGORA. Olhe para dentro de você e perdoe, conte, divide e libere as tensões, as emoções, e não guarde, retenha ou remoa, pelo contrário, só guarde as memórias das boas lembranças junto dessa pessoa. Deixe-as onde elas possam ser apreciadas, como por exemplo: na estante, nos álbuns de fotografia e afins.
Digo isso porque o sofrimento da perda é tão grande que acabamos acolhendo a dor como companheira, abrimos as portas da casa interna, e assim, nos sentimos vulneráveis, deixando que ela passe a viver dentro de nós.
As perdas emocionais, sejam elas de um ente querido, um amor, uma oportunidade, ou até coisas materiais, acabam abalando as nossas estruturas internas, e não sabemos lidar com isso. Somos treinados a nos preparar para os ganhos, para as vitórias, para buscar o prazer, mas tentamos a todo custo evitar a dor.
Muitas pessoas, que não possuem força emocional para lidar com as perdas, acabam estabelecendo um forte vínculo com a dor, canalizam errado o sentimento, até que um dia, essa dor que deveria se transformar em saudade, acaba se transformando em sofrimento.
Ressignifique a sua dor, o seu sofrimento usando a sua CRIATIVIDADE, SAIA DE CASA, USE A ARTE A SEU FAVOR E PRATIQUE EXERCÍCIOS.
Aceitar e transformar a dor em saudade, é um processo de superação de perdas, pois á vida é um livro com seus mistérios, mas o que ela ensina a cada página lida, nos leva a concluir que devemos aprender a amar e que estamos aqui de passagem.
A única certeza que temos é A MORTE

Sobre Flavio Camilo

Verifique também

Confira a lista dos grupos que receberão a vacina contra a COVID-19 na primeira etapa da Campanha de Vacinação em Urupês

A Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD) e o Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: