Home / Destaque / Reabertura: serviços do Balneário de Termas de Ibirá voltam a funcionar neste sábado (31)

Reabertura: serviços do Balneário de Termas de Ibirá voltam a funcionar neste sábado (31)

Algumas opções do balneário que atrai turistas de todo o País retornam às atividades, de acordo com decreto

Um dos principais pontos turísticos de Termas de Ibirá, o Balneário Evaristo Mendes de Seixas, retoma algumas de suas atividades neste sábado (31).
O espaço ficou fechado ao público devido a pandemia do novo coronavírus e, agora, com as novas fases de flexibilização do Plano São Paulo, tem alguns de seus serviços de volta a funcionalidade, com adoção de medidas de segurança.
Decreto
A reabertura é pautada pelo decreto municipal de número 3695, de 20 de outubro de 2020.
O documento não prevê o funcionamento total dos serviços, ou seja, apenas os que oferecem menos risco de contágio da doença foram autorizados.
Com isso, devem estar abertos aos visitantes as opções como banho de imersão, chuveiro, ducha escocesa e cuidados pessoais diversos.
Por enquanto, permanecem suspensos os usos dos quiosques, saunas e piscinas (que já estavam em obras de ampliação, para a construção do complexo aquático).
O uso de máscara de proteção é obrigatório, tanto para visitantes, quanto para funcionários do local.

Funcionamento

  • Lanchonetes, cafés, lojas e serviços: poderão funcionar com atendimento presencial limitado até 40% da capacidade do estabelecimento;
  • Banhos de imersão, e ducha escocesa: funcionarão normalmente em razão da individualidade das banheiras e cabines;
  • Saunas, piscinas e quiosques: permanecem suspensos, até nova determinação;

Horários

  • Sábado, Domingo e feriado: das 09 às 18 horas
  • Segunda e quinta-feira: das 15 às 20 horas
  • Terça, quarta e sexta-feira: das 09 às 20 horas
    Mais informações: 17 3551-1313 / 3551-1023

Sobre Flavio Camilo

Verifique também

Confira a lista dos grupos que receberão a vacina contra a COVID-19 na primeira etapa da Campanha de Vacinação em Urupês

A Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD) e o Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: