Home / Destaque / Bar e Restaurante Cambuy encerra as atividades após 62 anos de trabalho em família

Bar e Restaurante Cambuy encerra as atividades após 62 anos de trabalho em família

Família Pazin, que atuava no estabelecimento desde o fim da década de 50

No último dia 25 de maio, o Bar e Restaurante Cambuy, tradicional ponto na rua José Bonifácio, encerrou suas atividades após 62 anos de expediente sob o comando da família Pazin, que atuava no estabelecimento desde o fim da década de 50.
O local, que já vinha dos anos 30 conhecido como Bar do Cido, foi comprado por Pedro Jorge, patriarca dos irmãos, sócios-proprietários, que se despediram do comércio com sensação de dever cumprido.
Desde que chegaram de Adolfo, os filhos de Pedro e Mariana Sangaletti Pazin dedicaram seus dias e noites a servir alimentação, entretenimento e oferecer a oportunidade de vivenciar inesquecíveis histórias a milhares de pessoas, de diferentes gerações, em qualquer horário.
“Teve épocas que nos finais de semana a porta não abaixava, era virado de um dia para o outro e com o fogão à lenha queimando”, conta Maria Aparecida Pazin sobre o movimento do bar e restaurante nos tempos em que ‘viravam as madrugadas’.
Com sol ou chuva, no outro dia lá estavam eles novamente no local para atender moradores e visitantes ou viajantes à procura de refeições, bebidas ou papo, fosse numa mesa ou no balcão.
Quem sempre frequentava já sabia, muitas vezes, quem encontrar. Reuniões da maçonaria foram tradições por muitos anos, assim como happy hours de funcionários ou encontros de amigos do extinto e saudoso Bambu Futebol Clube com direito à viola e violão.
Enquanto Maria, Mariana e Edes, junto às funcionárias, e Lúcia, nos últimos anos, garantiam o delicioso ‘rango’ na cozinha, era Heitor Pazin, o Jericó, e Else Pazin que cuidavam de receber os fregueses e combinar qual seria o pedido do dia, sempre com a opção do famoso bife na chapa e os ovos fritos, ou com pratos de dar água na boca, como línguas empanadas e miolos fritos, polêmicos itens que no Cambuy eram sucesso de público.
Foi ali no local também que Urupês conheceu o sorvete da Kibon, sendo único lugar a vender o produto por muitos anos, para a alegria de muita gente que se locomovia para comprar a sobremesa que aparecia na TV.
Estando na memória e nos corações de diversas famílias e amigos, o restaurante atravessou gerações mantendo a originalidade de seu espaço e conquistando sempre novos públicos, ficando na história de quem por Urupês passou e ali se encantou. Com a sensação de dever cumprido, restam agora os momentos e experiências que ali ficaram e não cairão, jamais, no esqueci-mento.

Confira alguns nomes conhecidos que por ali passaram e aprovaram:
Fernando Henrique Cardoso, Mário Covas, Fleury, Jânio Quadros, Quércia, Mazzaropi, Ankito, Adhemar de Barros, Paulo Maluf, Demônios da Garoa, Tião Carreiro (da dupla Tião Carreiro e Pardinho), Chitãozinho e Xororó, Gaúcho da Fronteira, Francisco Egídio, Gilberto e Gilmar, Nelson de Tupã, Osmar Milani, Os Modernistas, Pedro Bento e Zé da Estrada, etc.
Relembre figurinhas de Urupês que marcavam presença no Cambuy:
Francisco Ferrisi, Celso Bueno de Moraes, Guiga Tadei, Raul Casagrande, Ampério Moreira, Adécio Dameto, Fuad Cury, Wilson Tadei, Zé Ito, José Ravagnani, Eden Saigh, Sebastião Gonçalves (Teco), Augusto Gonçalves (Cuco), Orlandinho Trufa, Tonho Perosa, Luís Chofi, Florisvaldo Martins (Pinguim), Antônio Martins (Gambá), Faustino, Valdemar Bertini (Perna), Isaurinha Sales, Manoel Carreira, Cidinho Assoni, Alexandre Domingues (Nenim), Rosali Mantovani, Kiko Crivelaro e Ivone Cury, Khaled, Eliana de Moraes Ravagnani, Marisa Schinzari, Maria Helena Vila (Dida) e centenas de outros amigos.

Sobre Flavio Camilo

Verifique também

Prefeitura de Ibirá define cronograma para aplicação de pulverização contra a Covid-19

Mutirão deve acontecer duas vezes na semana: quinta-feira e domingo, em Ibirá e no distrito …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: