Home / Notícias / Tudo se joga na adolescência

Tudo se joga na adolescência

cvgc78ocy012tuf7o6t9yl1j9-netMONIQUE GISELE GASQUI
CRP 108849/06
Psicóloga Clínica, especializada em Cognitivo-Comportamental

 

 

A adolescência é considerada a fase da construção pessoal, ou melhor, os adolescentes começam a reafirmar os seus objetivos e ideais. Se na infância os nossos modelos são os pais, na adolescência vão ser os jovens da mesma idade e os grupos, influenciando desta forma, a construção da identidade dos adolescentes.
Pois bem, a identidade implica em definir quem a pessoa é, quais são seus valores e quais as direções que deseja seguir pela vida. Então, vale a pena dizer como é a formação da identidade? Como que constrói? Através de fatores intrapessoais, que é a capacidade inatas do indivíduo e as características adquiridas da personalidade; fatores interpessoais, identificações com outras pessoas e fatores culturais, que são os valores sociais a que uma pessoa está exposta, tanto globais como comunitários.
Um dos grandes problemas da construção da identidade e que são uma preocupação constante é o comportamento. Este está relacionado com caráter, personalidade, temperamento, estrutura psicoemocional e desenvolvimento social do adolescente. Geralmente os pais se desesperam nessa fase buscando auxílio ou uma explicação ao profissional para certos comportamentos.
Grande parte dos adolescentes pensam no futuro profissional mas uma outra parte pensam qual será a próxima boca que vai beijar. As respostas “mal educadas”; a frase “eu já não sou mais criança” é repetida para cada limite colocado pelos pais, vem a vontade do novo e o medo de enfrentar este novo fazem com que apareça a insegurança.
A partir da insegurança, podemos sentir um pouco melhor as inquietações e os controles que podem influenciar nessa fase do desenvolvimento. São brigas e explosões sem razão aparente, oscilações de humor e isolamento.
Cada adolescente tem suas particularidades como qualquer pessoa e nesse sentido existe um fator muito importante que interfere nas atitudes dos jovens: educação. Falo da educação também porque é um ser que ainda não se encontrou e como ele perde as coisas de criança, as “mordomias”, tentando se inserir sem sucesso no mundo adulto e não aceito, reage ao ambiente com comportamentos intempestivos, gerando várias frustrações.
A adolescência é uma fase que passa logo, então os pais devem estar presentes com muita paciência na vida deles, respeitando o seu espaço.
O Psicólogo Clínico pode auxiliar no processo da adolescência de reflexão e de mudança perante qual o adolescente se confronta. Os problemas mais frequentes entre eles são:
-Dificuldades de atenção e concentração;
-Problemas de comportamento;
-Dificuldades de relacionamento;
-Problemas escolares;
-Problemas de comportamento alimentar;
-Problemas ao nível da imagem corporal;
-Uso de drogas;
-Depressão;
-Indecisão Vocacional
Se tudo se prepara na infância, tudo se joga na adolescência. É preciso estar atento para a saúde mental desses jovens, porque cuidando deles estamos cuidando da nossa humanidade.

Sobre avpgraficaejornal

Verifique também

Urupês se destaca na região por oferecer serviços de Cardiologia na atenção básica do SUS

Cardiologista urupeense atua no município trazendo nova especialidade aos moradores A Saúde de Urupês possui …

%d blogueiros gostam disto: