Home / Notícias / Incêndio em Santos deixa enormes danos ambientais e econômicos no Brasil

Incêndio em Santos deixa enormes danos ambientais e econômicos no Brasil

incendio NETApós nove dias em chamas, Santos pode respirar melhor

 

AMANDA FACCA
Estudante de Jornalismo

 

Após nove dias de terror, o incêndio em Santos finalmente cessou. O corpo de bombeiros conseguiu controlar totalmente, na tarde do último dia 10, o grande incêndio que atingiu seis tanques cheios de combustíveis em uma área industrial de Santos.
Para ajudar a conter as chamas foram chamados os técnicos da empresa Williams Fire & Hazard Control, dos Estados Unidos, e além do reforço de pessoal, foram calculados a trazer mais de 500 mil litros de Líquido Gerador de Espuma (LGE), também dos Estados Unidos. Não é à toa que a maioria dos heróis dos quadrinhos são americanos.
Em coletiva à imprensa na Prefeitura de Santos, o comandante do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, Marco Aurélio Alves Pinto, anunciou que não há mais riscos, porém a área será constantemente monitorada para a retomada das atividades.
As causas do início do incêndio não são citadas, porém a discussão agora segue porque apesar de não ter deixado feridos, o incêndio provocou danos ambientais e econômicos.
Os bombeiros utilizaram cerca de 8 bilhões de litros de água retirada do mar para resfriar os tanques. Parte desta água, já contaminada, foi devolvida ao mar e desencadeou a morte de milhares de peixes.
Mais de 10 toneladas de peixes foram encontrados boiando após o incêndio. E a preocupação não para por aí. O ar também foi contaminado, e conforme o vento, a fumaça viajou diversos quilômetros.
O fogo começou em uma área sob responsabilidade da empresa Ultracargo. A Ultracargo é uma empresa de armazenagem para granéis líquidos do Brasil.

Sobre avpgraficaejornal

Verifique também

Projetos da Lei Aldir Blanc são iniciadas em Ibirá

Arte e conhecimento estão em cartaz em Ibirá, são os projetos da Lei Aldir Blanc …

%d blogueiros gostam disto: