Home / Notícias / Janeiro em verde, amarelo e vermelho. Conheça as bandeiras tarifárias que farão parte das suas contas em 2015

Janeiro em verde, amarelo e vermelho. Conheça as bandeiras tarifárias que farão parte das suas contas em 2015

leao-imposto-renda netMês começa repleto de contas. Como conciliar cada uma delas?

 

AMANDA FACCA
Estudante de Jornalismo

 

Janeiro é o mês das contas a pagar. Mal começa o ano e as contas já estão entrando no vermelho.
São tantos impostos da casa, do carro e os reajustes sobre as antigas mensalidades, que fica difícil contabilizar. Nem o décimo terceiro, que foi recebido em dezembro, pode nos salvar totalmente neste mês. Por vezes aquele salário extra, já é gasto no mesmo mês com presentes ou acerto de contas.
Não dá tempo nem de sonhar com as viagens, porque enquanto os preços das passagens aéreas caem, os preços de alugueis de apartamento e diárias de hotéis sobem, principalmente agora, na chamada alta temporada.
Sem contar com os mate-
riais escolares que começam nos aterrorizar bem antes das voltas as aulas. A cada ano os estojos, cadernos, bolsas e até mesmo lápis e canetas aumentam mais.
E entre todos estes impostos, taxas e aumentos, a tarifa de água que já vem nos assustando a cada mês poderá competir com a tarifa de energia, após a implantação de bandeiras que funcionarão como semáforo.
Isto mesmo. A tarifa de energia terá bandeiras nas cores verde, amarela e vermelha. Funcionará da seguinte forma:
Bandeira verde: significa que os custos para geração de energia foram baixos no mês e que não haverá cobrança de acréscimos.
Bandeira amarela: é sinal de atenção. Os custos de geração de energia estão aumentando. Portanto, será cobrado o acréscimo de R$ 1,50 para cada 100 kWh consumidos naquele mês.
Bandeira vermelha: Esta é para os custos altos da geração de energia. Com o aumento maior das termelétricas, o adicional será de R$ 3,00 a cada 100 kWh consumido naquele mês.
Isto deve-se ao uso de energia das termelétricas, que é mais cara, pelas distribuidoras. O que acontece apenas quando o consumo de energia é maior do que a energia gerada pelas hidrelétricas.
Segundo a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) a mudança apenas antecipa o repasse que já era feito anualmente no momento em que era calculado o reajuste, e não implica em custos adicionais.
Esta medida foi tomada para que haja maior conscientização da população referente aos gastos de energia.
A cada cidadão resta apenas informar-se e passar a economizar, pois as contas ainda estão chegando, e se levadas na ponta do lápis poderá nos dar fôlego para o resto do ano.

bandeiras tarifarias net

Sobre avpgraficaejornal

Verifique também

Depressão Pós-Parto

BRUNA SANTORO MILANI | CRP 06/126178Psicóloga (PUC-SP) Sabemos que infelizmente a depressão pode estar presente …

%d blogueiros gostam disto: