Home / Notícias / Estádio de Sales vira palco no Dia das Crianças

Estádio de Sales vira palco no Dia das Crianças

Sem título netEmpenhado em realizar uma administração justa e democrática aos cidadãos salenses, o prefeito determinou a realização do 2º Dia das Crianças em Sales, o evento gratuito que aconteceu dia 12 de outubro, no estádio Municipal José da Costa Marques e contou com a presença de centenas de crianças que se divertiram em vários brinquedos infláveis, distribuição de pipoca, algodão doce e a presença cover dos palhaços Patati e Patata.
Segundo o prefeito de Sales, Charles Cesar Nardachioni a realização destes eventos são sempre prazerosos. “Apesar das dificuldades financeiras da administração publica fico feliz quando conseguimos privilegiar a quase toda a população salense. Não tem preço que pague o sorriso de uma criança, mas dívidas herdadas de outras administrações comprometem a realização de muitos eventos como estes”, disse o prefeito.
Dívidas herdadas – Entre as tarefas da administração pública está o controle financeiro das contas do município. Desde o inicio deste ano (dia 1º de janeiro de 2014), a Secretaria de Finanças por determinação judicial já pagou mais de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais) em (Precatórios) dividas anteriores em parcelas que atualmente chegam a mais de R$ 44.000,00 (quarenta e quatro mil reais) mensais.
Segundo o Procurador Jurídico do Município de Sales, Lellis Ferraz de Andrade Junior os precatórios que vêm sendo pagos neste ano de 2014, em parcelas mensais, são todos relativos a condenações pecuniárias expedidas antes de 2013. “O Município tinha aderido a regime especial de cumprimento de precatórios judiciais, fixando o prazo de 15 (quinze) anos para pagamento, com fundamento na Emenda Constitucional nº. 62, que foi declarada inconstitucional pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Isto motivou no final de 2013 um acordo entre o Município e o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo visando zerar o estoque de precatórios, de forma a liquidar todos os débitos judiciais que vencerão até 31 de dezembro de 2014, relativos a condenações judiciais anteriores a 2013. Acredito que em dezembro deste ano teremos que parcelar também os precatórios judiciais que vencerão no próximo ano (2015) e que se referem a condenações judiciais anteriores a 2013, inclusive porque o STF ainda não modulou os efeitos da inconstitucionalidade”, esclareceu o procurador.
Os precatórios que vêm sendo quitados neste ano de 2014 são oriundos de 12 processos contra a administração publica municipal.

Sobre avpgraficaejornal

Verifique também

Secretaria da Saúde e Vigilância Sanitária de Ibirá reforçam ações de combate a Dengue

Equipes de agentes municipais intensificam estratégias de controle e pedem apoio da população Uma união …

%d blogueiros gostam disto: