Home / Irapuã / Câmara outorga título de “Cidadão Honorário Salense” ao Padre Oswaldo

Câmara outorga título de “Cidadão Honorário Salense” ao Padre Oswaldo

Padre Osvaldo e autoridades NETSales reviveu momentos de júbilo e muita euforia no último dia 10, com a feliz iniciativa do Legislativo salense, homenageando ao Padre Oswaldo com o título de “Cidadão Salense”.
O que se viu nas dependências da Câmara Municipal foi um povo alegre e entusiasta, que aplaudiu e se emocionou com nosso querido Padre Oswaldo.
A Sessão Solene foi dirigida pelo presidente da Casa, Sr. Jackson Simielli, que após compor a Mesa Diretora, deu início à solenidade com o a execução dos hinos Nacional e do Município, seguidos da leitura do Evangelho, realizada por Gabrielle Primani Ramos. A mestre de cerimônia, Dra. Rosana Angélica da Silva Ramos Sarchis deu prosseguimento à sessão, conduzindo todo o cerimonial em prol do homenageado.
Fizeram uso da palavra o autor do projeto, José Aparecido Ramos, o qual transcrevemos a seguir: “A missão desse nobre homem não foi fácil! Recém ordenado, chegou à cidade de Irapuã na década de 70. Nessa época a denominada Capela de São Benedito pertencia ao Município vizinho e o Reverendíssimo, além de Irapuã, ficaria responsável pelo vilarejo vizinho, que era pequeno na proporção, porém grande na fé. Sua vida seria desgastante, de plena doação a um povo nunca visto. Ser padre de duas comunidades exigia muito empenho, mas ele não mediu esforços, o fez tão bem que após anos ainda deixa saudades nesta porção do Brasil.
Com seu jeito divertido de ser foi ganhando espaço nos corações das famílias salenses. Quantas são as estórias relatando que Oswaldo entrava nas casas da população e sentava-se, sem ser convidado, comia do que o povo tinha para lhe oferecer. Essa atitude demonstra que ele tinha intimidade com o povo, não era convidado, pois convite é para estranhos, assim, se sentia em casa e de fato se tornara, pois difícil é não ver nele um membro de nossa família, com seu jeito estrondoso, sua simplicidade, sua energia conquistaram os corações de nossa gente.
Oswaldo é do povo, assim, Sales tornou-se coração generoso. Prova disso é que ao tocar em seu nome, há inúmeras lembranças de quem soube fincar raízes.
Dentre as várias benfeitorias realizadas podemos elencar que ele serviu durante mais de dezesseis anos o nosso povo na condição de pároco. Destemido, não media esforços, sempre esteve presente na vida dessa gente, animando e incentivando nossas devoções, não deixando que as ovelhas salenses ficassem sem pastor.
Cheio de vigor e em uma época de poucos recursos, foi responsável por inúmeras construções, dentre elas o Centro Catequético João Paulo II, o Salão de Festas, a Casa Paroquial, a Capela São Cristóvão, sem os quais dificultariam muito os vários eventos que ocorreram e ocorrem na cidade, sendo que os mesmos feitos até hoje atendem a população geral. Sem a iniciativa desse honroso homem, talvez hoje não tivéssemos tais obras em nossa comunidade. Vale ressaltar que ele não apenas liderava as construções, mas colocava a mão na massa junto com os colaboradores, carregava tijolos, madeiras, pedras… É fato que cada tijolo teve a mão desse valente padre. Isso é digno de mérito, pois ele esteve junto do povo, vivendo como o povo, em plena igualdade.
Oswaldo foi responsável pela vinda do primeiro padre residente em nossa comunidade. Após propiciar certa estrutura para uma paróquia, se dirigiu até o bispo da época solicitando um religioso para que residisse na cidade, pois se preocupava com um melhor atendimento espiritual de nossos munícipes, essa foi uma realidade conquistada. Chega a Sales para sucedê-lo o conhecido padre Bettoni. Mas tudo isso se deve ao trabalho eficaz de um homem que não apenas esteve em Sales, mas que contribuiu com esse pedaço de chão. Não apenas residiu, mas existiu. Como poucos, soube ser útil e, indispensável por uma Sales melhor.
Homem de Deus, sempre esteve ao lado de nosso povo nos momentos de dor, junto aos doentes, aos sofredores, cuidando de pessoas carentes. Estimado por nosso povo ele tem devido reconhecimento de todos. Esse homem fez história e continua presente na história de muitos cidadãos, que, por ele receberam os sacramentos do batismo, do matrimônio e demais bênçãos. Enfim, criou raízes que são dignas de elogios, pois mesmo depois de anos ainda são fecundas e continuam a produzir frutos.
São várias as proezas que podemos citar que o fazem merecedor desse “título de cidadão honorário salense”, pelos tão grandes e belos feitos, como forma de gratidão e reconhecimento de sua importância. Padre Oswaldo, receba toda a nossa gratidão!”.
Em seguida, a senhora Aparecida de Jesus Máximo enalteceu a grandeza e a importância da vida pastoral do homenageado na comunidade salense, o qual transcrevemos: “Na pessoa do presidente desta casa, saúdo as demais autoridades presentes, e no ensejo desta cerimônia peço de vós a permissão para proferir nossa gratidão ao Reverendíssimo Padre Oswaldo Alfredo Pinto, em honra aos seus exercícios sociais e pastorais nesta terra.
Padre Oswaldo, prestar-lhe essa homenagem é para mim motivo de eterna alegria. Em minha voz se faz presente a voz dos inúmeros salenses, homens e mulheres que direta ou indiretamente foram beneficiados pelo fato de sua presença neste chão!
Reza São João Bosco, seu santo de devoção que “as palavras passam, mas as obras permanecem!”. É fato, isto pode ser evidenciado em nossos dias, muito do que o senhor falou foi esquecido, mesmo porque muitos dos que ouviram já partiram desta vida, outros tantos em decorrência do tempo não se lembram mais; no entanto, as marcas deixadas por suas obras se eternizaram e encontram-se gravadas em nossos corações!
Tantos são os feitos deixados em nossa comunidade, não sairíamos daqui tão cedo se fossemos elencar, mas queremos que saiba que sua energia, sua presença amiga, seu coração aberto para ouvir e sua disposição em nos servir falam mais alto que todos os discursos que foram proferidos!
Padre Oswaldo, sua presença jamais será esquecida! Rogamos ao Bom Deus que lhe conceda vida longa para estarmos ao seu lado, e lhe pedimos perdão pelas vezes que não soubemos te retribuir da maneira certa, mas saiba que tens a chave do nosso coração! Sales é a sua casa! E nós o seu povo!
Por meio desta música, queremos manifestar o pouco que podemos retribuir por tudo o que fez e tens feito por nós! A nossa eterna gratidão!”.
Em breve pronunciamento, o representando do Poder Executivo de Sales, prefeito Charles Cesar Nardachioni, enalteceu a pessoa do Padre Oswaldo pela sua grandeza e pelos relevantes trabalhos prestados ao município, dizendo o quanto aprendeu com a experiência e sabedoria do mesmo. O pároco, Padre Fábio Pagotto Cordeiro, representando a Paróquia de São Benedito e a Diocese de Catanduva, parabenizou o homenageado, transmitindo o abraço do Bispo Diocesano, Dom Otacilio Lusiano da Silva.
Em seguida, o momento mais aguardado por todos: o discurso emocionado do homenageado (que transcrevemos na íntegra, nas página 2 e 3), que teve momentos de humor e humildade, mas acima de tudo a grandeza de um homem que tem como lema “trabalhar em prol da comunidade”.

Sobre avpgraficaejornal

Verifique também

Prefeito, vice-prefeita e vereadores tomam posse para o novo mandato em Urupês

Bica Greggio (DEM) tomou posse no último dia 1º, e inicia seu segundo mandato como …

%d blogueiros gostam disto: